Buscar
  • Redação da Rádio Regional

Após 72 horas, indígenas encerram protesto e liberam trecho da BA 388 em Banzaê



Liberação ocorreu após motociclista que atropelou e matou um idoso da tribo se apresentar na delegacia



Após 72 horas, um grupo de indígenas da tribo Kiriri liberou, nesta terça-feira (29), um trecho da BA-388, próximo à cidade de Banzaê.


Desde a noite da última sexta-feira (25), eles bloquearam a pista em protesto pela morte de um índio da tribo, que foi vítima de atropelamento no local.


Os manifestantes pediam também a mudança de curso da rodovia, que atualmente passa por dentro da reserva. Segundo eles vários acidentes já ocorreram nessas localidades.


Na tarde da última sexta-feira, José Francisco dos Santos, de 83 anos, faleceu após ser atingido por uma motocicleta. O condutor ficou ferido, foi levado para a unidade de saúde de Banzaê mas fugiu do local.


De acordo com a Polícia Militar, a vítima chegou a ser socorrida para o Hospital Geral Santa Tereza, mas não resistiu.

Por causa disso, indígenas bloquearam a pista com galhos de árvores, impedindo a passagem de veículos no local. Estavam liberados apenas automóveis que prestam serviços essenciais, como ambulâncias.

A polícia informa que a liberação da via ocorreu nesta terça-feira, depois que o condutor da moto se apresentou na Delegacia de Euclides da Cunha. Não há informações se ele foi preso ou liberado.