top of page
Buscar
  • radioregionalfm20

Haddad diz que Brasil terá "problemas fiscais" caso economia continue em desaceleração

Durante a sessão de debates temáticos para discutir juros, inflação e crescimento, que ocorreu nesta quinta-feira (27), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), afirmou que o Brasil pode sofrer com problemas fiscais caso a atividade econômica do país permaneça em desaceleração. O petista defendeu que, para que haja um crescimento sustentável do país, é preciso focar na conciliação das políticas monetária e fiscal.


"Se a economia continuar desacelerando, por razões ligadas à política monetária, nós vamos ter problemas fiscais, porque a arrecadação vai ser impactada. Não tem como dissociar o monetário do fiscal”, disse Haddad. "Não vejo as políticas fiscal, monetária e prudencial separadas umas das outras. Elas fazem parte da mesma engrenagem", acrescentou.


"Precisamos compreender que essa harmonização é absolutamente imprescindível para a gente, a partir do ano que vem, crescer com robustez, com segurança e permitir que esse crescimento faça as adequações necessárias desse enorme conflito que precisa ser superado com prudência, seriedade e transparência", concluiu.


O debate também contou com a participação da ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB), do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, do presidente da Confederação Nacional das Instituições Financeiras, Rodrigo Maia e do presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney Ferreira.


Por: Metro1

Comments


bottom of page